Eu vim a este deserto ardendo de vontade de gritar.








ÉPITAFIO

    Esta música, escrita em 2001 e gravada em 2013 se encontra no final do documentário de Yannis Youlountas, Ne vivons plus comme des esclaves.

Se pode baixar aquiou ver o trecho no videoclipe do filme onde se encontra a música abaixo.

 

 


Vou montar minha corcunda
Para estourar espelhos
Se diz que não é casamento
Mas já que é para acreditar
Defenderei minha terra
A do exílio
Vou gozar do inferno
E também do tempo que passa

Com o amor e a Revolução
Como único horizonte

Escutaremos nossos difuntos
E os vingaremos
Insultarei ainda
Os cegos e as ovelhas
Olharei lá no alto e verei brilhar as estrelas
Queimarei bandeiras
E tirarei meu véu

Com o amor e a Revolução
Como único horizonte

Atravessarei o deserto
Escutarei o vento
Me contar sobre a guerra
Contra a ordem que reina
Te trarei fogo
Em um ramo de fogo
Robarei para nós dois
As estrelas lá do alto

Com o amor e a Revolução
Como único horizonte

Jean-François Brient, septembro 2001.